O vestido amarelo





De luz e carne sou feito
De espada e pena

De ausência e esperança
De cor amarela
E vestido rememorado

Nos tempos do beijo
Fico suspenso

Nas palavras alheias
Que me cuidam
Me encontro





Comentários

As mais vistas