O sentido salva [Eymard Mourão Vasconcelos]


O SENTIDO SALVA




"CIDADEZINHA QUALQUER
         Carlos Drummond de
         Andrade

Casas entre bananeiras
mulheres entre laranjeiras
pomar amor cantar.

Um homem vai devagar.
Um cachorro vai devagar.
Um burro vai devagar.

Devagar... as janelas olham.

Êta vida besta, meu Deus."

       * * *

Será mesmo besta, Drummond?
Pode ser, pode não ser.
Besta, se forem esses  atos
rotina falta de opção.

Rica
se os passos
e os olhares
tiverem um sentido
na busca e na história
do homem que vai
da  mulher que olha.
O sentido salva o ato
de sua mediocridade.

Entre o jantar no restaurante francês
e o P.F. no bar da esquina
a diferença maior não são as iguarias
mas o sentido do jantar na vida dos comedores.

Entre a trepada cheia de malabarismos
e o encostar a cabeça no ombro do namorado
a diferença maior não é a intensidade do prazer
mas o sentido do encontro na vida dos amantes.

Jantar refinado
sem encontro
sorrisos formais
gentilezas vazias.
Jantar sem gosto.

Marmitas com ovo, arroz e feijão
comidas com alegria
em comunhão.
Satisfação.
Um monumento na memória.

Lavar as meias do amado.
Levantar com amigos
as paredes do futuro lar.
Limpar o vômito
do filho doente, querido e carente.
Desdobrar-se no trabalho
para pagar a viagem sonhada.
Atos carregados de sentido
carinhos miúdos
inseridos numa história
com sonhos e esperança.
Realização.

Sentido
elo entre o cotidiano e o sonho.
Homem
bicho com o olhar para o alto.

O prazer
A beleza
O sentido
Trio mágico
a resplandecer a vida.

         * * *
Novo século
desmoronamento das utopias
sonhos confusos
Propagação comercial de ilusões,
parafernálias de comunicação
para massificação de projetos políticos.
Esperanças instáveis
desconfiadas.

Gestos com sentido questionado
sentido hesitante
vazio do cotidiano.
Restou o sentido animal
do prazer imediato.
Restou o sentido primário
da busca do reconhecimento imediato.

Crise do gesto
crise do viver.
Jantar sem sal
carinho oco
trabalho que é só trabalho.
Êta vida besta, meu Deus.

Na ausência de sonhos persistentes
que orientem com firmeza os sentidos dos gestos
resta a esperança
de novas descobertas.
Cada ato é uma busca,
gestos a procura do sentido.
O sentido é a busca.

         * * *
Educação
construção conjunta do conhecimento necessário,
busca intencional de novos sentidos,
esforço de traduzir e dialogar os sentidos dos outros.

Educação em saúde,
busca, em conjunto, do sentido
do cuidado do corpo
do cuidado com o outro.

Comentários

As mais vistas