Distância


Caminho entre Dublin e Galway, lembra-me o caminho para a Barra

     Sempre acreditei que a distância aguça os sentidos. Agora vivendo do outro lado do Atlântico percebo que faço parte de uma pequena cidade do interior irlandês, assim como ela faz parte de mim.

      Porém, com meu coração que é do mundo, mas também brasileiro visito a comunidade da Barra repetidamente, caminho pelo Hospital Universitário e vou as reuniões da Liga de Educação em Saúde contando as histórias que vivi para as pessoas daqui. 

     A alma pescadora vê no mar de Galway os barcos da comunidade da Barra no Brasil. E penso com carinho nas pessoas especiais que mesmo distantes também fazem parte de mim. E assim vamos virando essa misturança de experiências, sabe aquela "alma de mundo"? Em algum momento a costura das vivências se tornou mais intensa que a sutura do corpo, aprendo sobre gente, não apenas sobre corpos.

     O ar frio entra nas minhas narinas e a lua no céu não parece tão distante das pessoas queridas. Toco com palavras a comunidade e mesmo distante as artesãs continuam a me ensinar.


Voam abraços,

Mayara Floss

[Mayara Floss publica na Rua Balsa das 10 às 4as-feiras]

Comentários

Postar um comentário

As mais vistas