O COTIDIANO NO APOCALIPSE ZUMBI


Ernande Valentin do Prado
1. Um lance que deu errado

O pessoal da tropa de choque está lá fora.
Todos com vontade de acabar logo com isso.
Mas hoje eu não vou deixar de ser eu.

2. Na calçada

A gente não vê mais eles dormindo nas calçadas
Mas não significa que não estejam lá.
Apenas que perdemos a capacidade de ver (ou de se importar)

3. No meio da rua

Tem um garoto morto no chão. Em volta uma poça de sangue e dois PM.
Morreu roubando uma galinha assada, destas de televisão de cachorro.
Do outro lado da rua um empresário revisava um novo edital do governo.

4.  Vídeo – isso aqui é uma guerra.



5.    Num posto de saúde perto de você

A senhora precisava trazer o cartão SUS e o número do prontuário. Cadê?
Eu esqueci em casa: são tantos cartões. 
- Vai ter que buscar, senhora, não vou procurar ficha por ficha o seu nome.

6. Na escola do bairro

– Diretora, não sei mais o que fazer com o Alfredo.
- É aquele garoto que o pai tá preso por matar a mãe?
- Esse mesmo. Melhor expulsar da escola, não aguento nem olhar na cara dele.

7. Numa palestra paga

Falas importantes de um famoso escritor de autoajuda, que vende milhões em livro todo ano: as mulheres são show; as mulheres dominam os homens, mulheres são todas lindas.
Mais 24 mil por em sua conta bancária.

8. Numa rua de Salvador

– Por favor, pode dizer onde fica a rua Senador Gouveia.
- Vai tomar no cu. Quer saber endereço compre um mapa, turista do caralho.
- Obrigado.

9. Universidade pública

– Não importam os objetivos da pesquisa, mas o financiamento.
- Mas como aprovar o projeto?
- Tenho um amigo na comissão. Depois a farmacêutica nos passa os objetivos.

10. A fala do advogado

Senhor juiz, senhor promotor, senhores jurados, todos nós sabemos que mulher de minissaia na rua, depois das 22 horas só pode tá procurando, não é verdade? O meu cliente aqui, homem respeitado, pai de família, da igreja, é que é a vítima.


[Ernande Valentin do Prado publica na Rua Balsa das 10 às 6tas-feiras]

Comentários

As mais vistas