Três irresponsáveis - fotos do casal amigo da Redenção. [Julio Wong]

Três Tankas Irresponsáveis 

[para os amigos japoneses da Lagoa dos Patos. Delicadeza viva. Quase parentes.]


1.
A leve viagem do peixe
Até o molusco vinho vibrante
O centro do mundo é queima revelada
À luz dos círculos e do barro frio
Sob a luz do vento de gelo gasoso
Eles criam amizade
Silenciosa - som de fundos e mares
O instante do toque
O instante do brilho
O instante do imaginado e feito
Está 




2. 
Da asa do pássaro marinho 
Fora dentro acima e curvo
Sai do círculo do mínimo planeta 
E despe minha alma em espanto. 


3. 
Diz a flor de penas arbóreas
O centro te olha
Meu centro que é centro do fundo
Do algo espaço rodeado
Ao girar o barro na imaginação 
Simplicidade 
Que levanta os sóis e as luas
Que convida aroma e textura
De planta viva de penas poemas. 



Comentários

As mais vistas