Saudade


A saudade é uma senhora de cabelos brancos e vestido estampado florido, mas às vezes pode estar usando vestido de bolinhas. Ela vem para te abraçar sentar e tomar um mate e contar histórias enquanto olha pela janela. Suspiramos juntas ela tem cheiro de histórias. Às vezes eu choro no colo da saudades, às vezes rimos comendo pipoca. Às vezes fizemos coisas antigas do tempo de criança, mesmo de cabelos brancos a saudade tem uma disposição infindável. Corre, dança e lembra como ninguém de todas as letras de todos as melhores músicas  e tempos. A saudade não briga, não grita, só conversa, conta revive lembranças, pinta as memórias mais vivas e deixa sempre a sua marca. A saudade às vezes bate na porta, às vezes entra de mansinho, a porta está sempre aberta para ela entrar.

Voam abraços,
Mayara Floss


Comentários

As mais vistas