Quintinhas III

Instagram @mayarafloss
Quinta
 
Hoje que é quinta
ou Quintinha
Não teve caminho da roça
Até quem cuida adoece
E deu uma tristeza profunda
De não seguir a estrada de terra
Até estranhei
A antiga alegria
De um dia de folga

08/09/2016

Poesia derradeira

O poema veio derradeiro
tarde, quase com o badalar
penso nas ruas quietas
da Quintinhas
Depende da perspectiva
a quietudde
Mas por bem dizer
mas quietas do que o urbano
Urbaníssimo carro de som
e vizinho a bater tamancos
No andar de cima
A Quintinha me consola
Já no começo da semana

Voam abraços,
Mayara Floss

Comentários

As mais vistas