TRILOGIA (DUPLA) DA PESCARIA

Pescaria no Rio Paraná. Ernande, 2016.
Ernande Valentin do Prado

ENTRE PAI E FILHO

Meu pai contou
que certa vez me levou para pescar no Rio Cantú
Ele pegava os peixes e me entregava para guardar em um balde

No final
foi ver quantos peixe pegou e o balde estava vazio
Então perguntou onde estavam os peixes

Segundo ele
respondi que eles estavam morrendo fora d’água
por isso os coloquei de volta no rio

ENTRE VÔ E NETA

De longe
olhava meu pai e Alice
pescando às margens do Rio Paraná

Ele jogava o anzol com minhoca na água
imediatamente tirava um lambari
que entregava para Alice guardar em um balde

Ela guardou um, dois, três, quatro lambaris
enquanto aguardava o peixe fisgar em seu anzol
Depois perdeu a paciência

No final
meu pai foi conferir quantos peixes pegou
deparou-se com o balde vazio (de novo)

Então perguntou
Alice
cadê os peixes?

Ela respondeu
Tive que soltar (vô)
eles estavam sufocando fora d’agua


[Ernande Valentin do Prado publica na Rua Balsa das 10 às 6tas-feiras]

Comentários

As mais vistas