Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

MATADOR DE CANGACEIRO

Ernande Valentin do Prado “Você é homem letrado Mas minha ignorância tem vergonha”. Antônio das Mortes
Às vezes quero ter a certeza de que o Judiciário age como o Antônio das Mortes. — Lembra dele? Antônio das Mortes, encarnado por Mauricio do Valle, personagem criado por Glauber Rocha no (extraordinário) “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de 1964, fez história e ainda está no (meu) imaginário revolucionário. Antônio das Mortes, em Deus e o diabo na terra do sol, recebe a missão, dada por Coronéis donos de terras, o clero (da família, propriedade e tradição) e de políticos, de caçar e matar cangaceiros, o que faz muito bem, eliminando de forma magistral Corisco, o diabo loiro, quase na última cena do filme. Gostem ou não de Corisco ou de Sebastião (ou de João Pedro Stédile ou de Lula), são eles personagens que no imaginário (de parte) do povo, estão do lado dos pobres e dos desgraçados da terra, a quem Manoel e Rosa (gente que não tem mais o que perder) recorrem em busca de continuar a existir…

Últimas postagens

CASINHA

FÉ, ESPERANÇA, UTOPIA, ILUSÃO

MAPA DO ROSTO

MARIAS

CRESCER

Desencontros

ESSAS NOSSAS COISAS BOAS

AMOROSIDADE (SEGUNDA PARTE)

DJARINA